O Projeto aos olhos da Nespresso

Esta semana, conversamos com Anna Lenz, “Market Director” da Nespresso Portugal desde 2017. Quisemos perceber de que forma vê o Projeto Heróis da Reciclagem do Alumínio como parte integrante da política de responsabilidade social da marca!
  1. O projeto Heróis da Reciclagem do Alumínio é um projeto pioneiro a nível da Nespresso internacional. O que vos levou a criar um projeto de responsabilidade social direcionado ao público escolar?

A sustentabilidade é um pilar da marca desde a sua génese. O programa The Positive Cup é o agregador de todas as acções e objetivos que nos propomos atingir, a nível internacional, para conseguir uma qualidade de café sustentável. Em Portugal, os esforços recaem maioritariamente na reciclagem do alumínio, uma parte essencial do The Positive Cup. Desta forma, trabalhamos em diversas iniciativas que incidem em três eixos distintos:  “Criar Valor”, “Tornar mais fácil a reciclagem” e “Educar”. No eixo Educar, consideramos ser essencial sensibilizar para a importância da mudança de comportamento em relação à reciclagem das cápsulas. Para isso, acreditamos que a educação e a sensibilização para este tema deve começar o mais cedo possível, e que as gerações mais jovens têm, também, um papel muito importante neste projeto, pois serão as gerações do nosso futuro! E assim, em parceria com a Sair da Casca, nasceu o projeto Heróis da Reciclagem do Alumínio que ensina as crianças de primeiro ciclo todo o ciclo de vida do alumínio e a importante missão de reciclar todos os objetos de alumínio.

 

  1. Existem muitas dúvidas sobre a sustentabilidade e impacto que a utilização de cápsulas de café pode gerar no meio ambiente, por tratar-se de um produto “single use”. De que forma a Nespresso combate isso?

A nossa estratégia de comunicação é muito focada na educação sobre o impacto ambiental que uma cápsula de café pode ter. Sabemos que ainda existe muita informação que não chega ao publico geral. Por exemplo, diversos estudos que mostram que um café Nespresso pode ter um impacto menor do que o café de filtro: o café em cápsulas utiliza a quantidade exata de café, água e energia necessária para extrair um café. Ao preparar um café de filtro, o consumidor pode, por exemplo, usar mais café do que é realmente necessário, ferver demasiada água e depois deitar fora as sobras de café, o que pode representar um desperdício significativo. Quando juntamos a isto os passos significativos que demos em toda a empresa para adquirir o nosso produto de forma sustentável, para implementar sistemas de reciclagem de cápsulas usadas e para reduzir a pegada de carbono de uma chávena de café em mais 10% até 2020, acreditamos que estamos bem posicionados em termos de sustentabilidade ambiental.  

Mas não ficamos por aqui, no âmbito da reciclagem, a Nespresso incentiva à participação dos clientes na reciclagem das suas cápsulas de café, através do projeto “Reciclar é Alimentar”, que consiste na recolha de cápsulas Nespresso para reciclagem e consequente aproveitamento da borra do café para fertilização de campos de arroz, tendo já permitido entregar 500 toneladas de arroz ao Banco Alimentar, desde a sua criação em 2010.

Acreditamos desenvolver os projetos necessários para manter a sustentabilidade, mas mesmo assim, estamos continuamente à procura de soluções que possam garantir um café de qualidade sustentável para todos os clientes Nespresso.

 

Partilhe este artigo